Município de Dubai lança drone de salvamento voador para resgate na praia

DUBAI, 11 de outubro de 2018 (WAM) – Como parte de seu empenho em manter a segurança dos usuários de praias públicas no emirado, o Município de Dubai desenvolveu o “Flying Rescuer”, um veículo aéreo não tripulado (UAV). Comentando o anúncio, Khalid Sharif Al Awadhi, CEO do Setor de Meio Ambiente, Saúde e Segurança, disse: “O emirado está empenhado em fornecer todos os padrões de segurança para seus residentes e esforços estão sendo constantemente exercidos no Município de Dubai para implementar práticas para melhorar o princípio de segurança especialmente em destinos que estão testemunhando crescimento contínuo no número de visitantes, como praias. O município presta grande atenção ao desenvolvimento de sistemas de segurança costeira de acordo com os métodos mais recentes e mais avançados. O Flying Rescuer é o primeiro de seu tipo no mundo UAV, que atualmente está sendo usado em todo o mundo projetado apenas para operações de resgate individuais.” Por sua vez, Alia Al Harmoudi, diretora do Departamento de Meio Ambiente, disse: “O município desenvolveu um excelente UAV local ou drone, cujo design exclusivo é capaz de responder a casos de afogamento em grupo ou individuais. O drone pode transportar até quatro anéis de boias salva-vidas para a área do incidente de afogamento, que pode suportar até oito pessoas que se afogam ao mesmo tempo. Ele também pode ser usado com uma balsa de resgate que inflaciona automaticamente quando toca a água em vez de boias para salvar várias pessoas ao mesmo tempo. O Flying Rescuer dá a resposta inicial ao afogamento, de modo que os salvadores humanos tenham acesso à situação, o que facilita as operações de resgate nos feriados e finais de semana. ” O Flying Rescuer é uma das inovações mais recentes adicionadas ao Sistema de Resgate e Segurança Costeira executado pelo município, que alcançou zero “mortes” devido a casos de afogamento desde sua abertura em 2016. O número total de casos de resgate e socorro foi de 2.139, dos quais 330 eram casos de afogamento em grupo ou 15 por cento de todas as operações de resgate e socorro a uma taxa de 3 a 4 pessoas se afogando ao mesmo tempo. O drone consiste em um ventilador duplo montado em quatro braços dobráveis, conhecido como Octa-X8, capaz de transportar uma carga de 8 kg. Ele pode ser controlado remotamente manualmente ou determinando um caminho específico para o dispositivo e ativando-o no modo automático para seguir automaticamente seu caminho. Também é possível controlar remotamente o lançamento de boias de resgate ou jangadas que chegam ao local do afogamento. O drone também é equipado com duas câmeras, uma para navegação de alta precisão para transmissão de vídeo ao vivo até um quilômetro do ponto de controle e outra para facilitar o lançamento de canos e boias de resgate para a área de afogamento com precisão. O UAV tem uma duração de bateria de até 30 minutos, permitindo vários voos sem ter que recarregar a bateria. Ele também tem a capacidade de operar em altas […]

O post Município de Dubai lança drone de salvamento voador para resgate na praia apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Continue Reading

53 países para participar do WETEX 2018

DUBAI, 9 de outubro de 2018 (WAM) – A 20ª Exposição de Água, Energia, Tecnologia e Meio Ambiente, WETEX 2018, cobrirá uma área de 78.413 metros quadrados com a participação de mais de 2.100 expositores de 53 países. O anúncio foi feito por Saeed Mohammed Al Tayer, diretor executivo e CEO da Autoridade de Água e Eletricidade de Dubai (DEWA) e fundador e presidente da WETEX, durante uma coletiva de imprensa na segunda-feira. Organizado sob o tema “Na vanguarda da sustentabilidade”, o 20º WETEX acontecerá de 23 a 25 de outubro no Centro Internacional de Convenções e Exposições do Dubai. É organizado sob a égide da 5ª Semana Verde para apresentar os mais recentes desenvolvimentos e soluções inovadoras em energia renovável e tradicional em todo o mundo e proporcionar oportunidades de negócios e parcerias potenciais que promovem o setor empresarial. A DEWA está organizando a WETEX sob as diretrizes do xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum, vice-presidente dos Emirados Árabes Unidos, primeiro-ministro e governante de Dubai, e sob o patrocínio do xeque Hamdan bin Rashid Al Maktoum, vice-governador de Dubai e ministro dos Emirados Árabes Unidos Finanças. Durante a conferência de imprensa Al Tayer disse que o evento está em linha com a visão do Governador de Dubai para apoiar um futuro sustentável e economia verde nos Emirados Árabes Unidos e atingir as metas do Centenário dos EAU 2071, EAU Visão 2021, a Estratégia de Crescimento Verde dos EAU , O Dubai Plan 2021 e a Dubai Clean Energy Strategy 2050 para tornar Dubai um centro global de energia limpa e economia verde, fornecendo 7% da energia total de Dubai a partir de energia limpa até 2020, 25% até 2030 e 75% até 2050. O WETEX 2018 se concentra em uma variedade de atividades de conservação de energia e água, proteção ambiental, gerenciamento de resíduos, construções verdes e redução de emissões de carbono. Ele também destaca as mais recentes tecnologias e inovações na proteção de recursos naturais, reforçando a segurança ambiental, motivando a criatividade e a inovação em energia. “Isso apoiará a sustentabilidade ambiental, social e econômica e afirmará o papel pioneiro dos EAU ao adotar a energia limpa e avançar rumo a uma economia verde”, continuou Al Tayer. O evento também incluirá escritórios de energia e empresas especializadas em eletricidade, tecnologia, dessalinização de água e soluções de tratamento. Também contará com um salão para as atividades da Green Week, um stand de conservação e outros stands e pavilhões especializados para empresas nacionais e internacionais. O WETEX 2018 contará com 17 pavilhões nacionais para compartilhar seus produtos e soluções de última geração, explicou Al Tayer, acrescentando que o pavilhão da China é o maior pavilhão dedicado a empresas chinesas especializadas em água, energia e meio ambiente. A agenda do evento também conta com workshops e seminários nas áreas de energia, água e meio ambiente. A WETEX também apresentará sessões sobre programas de gerenciamento do lado da demanda e práticas sustentáveis. (#Envolverde)

O post 53 países para participar do WETEX 2018 apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Continue Reading

53 países para participar do WETEX 2018

DUBAI, 9 de outubro de 2018 (WAM) – A 20ª Exposição de Água, Energia, Tecnologia e Meio Ambiente, WETEX 2018, cobrirá uma área de 78.413 metros quadrados com a participação de mais de 2.100 expositores de 53 países. O anúncio foi feito por Saeed Mohammed Al Tayer, diretor executivo e CEO da Autoridade de Água e Eletricidade de Dubai (DEWA) e fundador e presidente da WETEX, durante uma coletiva de imprensa na segunda-feira. Organizado sob o tema “Na vanguarda da sustentabilidade”, o 20º WETEX acontecerá de 23 a 25 de outubro no Centro Internacional de Convenções e Exposições do Dubai. É organizado sob a égide da 5ª Semana Verde para apresentar os mais recentes desenvolvimentos e soluções inovadoras em energia renovável e tradicional em todo o mundo e proporcionar oportunidades de negócios e parcerias potenciais que promovem o setor empresarial. A DEWA está organizando a WETEX sob as diretrizes do xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum, vice-presidente dos Emirados Árabes Unidos, primeiro-ministro e governante de Dubai, e sob o patrocínio do xeque Hamdan bin Rashid Al Maktoum, vice-governador de Dubai e ministro dos Emirados Árabes Unidos Finanças. Durante a conferência de imprensa Al Tayer disse que o evento está em linha com a visão do Governador de Dubai para apoiar um futuro sustentável e economia verde nos Emirados Árabes Unidos e atingir as metas do Centenário dos EAU 2071, EAU Visão 2021, a Estratégia de Crescimento Verde dos EAU , O Dubai Plan 2021 e a Dubai Clean Energy Strategy 2050 para tornar Dubai um centro global de energia limpa e economia verde, fornecendo 7% da energia total de Dubai a partir de energia limpa até 2020, 25% até 2030 e 75% até 2050. O WETEX 2018 se concentra em uma variedade de atividades de conservação de energia e água, proteção ambiental, gerenciamento de resíduos, construções verdes e redução de emissões de carbono. Ele também destaca as mais recentes tecnologias e inovações na proteção de recursos naturais, reforçando a segurança ambiental, motivando a criatividade e a inovação em energia. “Isso apoiará a sustentabilidade ambiental, social e econômica e afirmará o papel pioneiro dos EAU ao adotar a energia limpa e avançar rumo a uma economia verde”, continuou Al Tayer. O evento também incluirá escritórios de energia e empresas especializadas em eletricidade, tecnologia, dessalinização de água e soluções de tratamento. Também contará com um salão para as atividades da Green Week, um stand de conservação e outros stands e pavilhões especializados para empresas nacionais e internacionais. O WETEX 2018 contará com 17 pavilhões nacionais para compartilhar seus produtos e soluções de última geração, explicou Al Tayer, acrescentando que o pavilhão da China é o maior pavilhão dedicado a empresas chinesas especializadas em água, energia e meio ambiente. A agenda do evento também conta com workshops e seminários nas áreas de energia, água e meio ambiente. A WETEX também apresentará sessões sobre programas de gerenciamento do lado da demanda e práticas sustentáveis. (#Envolverde)

O post 53 países para participar do WETEX 2018 apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Continue Reading

O MBF Group Holdings analisa as oportunidades de investimento no Camboja

ABU DHABI, 08 de outubro de 2018 (WAM) – O MBF National Investment Group dos Emirados Árabes Unidos (EAU) discutiu com o Consulado Geral do Camboja várias oportunidades de investimento no Camboja, mais notavelmente uma joint venture para construir um resort de saúde na capital do Camboja, Phnom Penh. Espera-se que o resort ofereça vários serviços e instalações, como tratamento médico e paisagens para áreas verdes do Camboja. Sheikh Mohammed bin Faisal Al Qasimi, presidente do Grupo de Investimento MBF, e Kamal Je Augustin, cônsul cambojano, discutiram potenciais áreas de cooperação, formas de reforçar a sua parceria e oportunidades de investimento no Camboja, ao rever facilidades e vantagens oferecidas aos investidores do país, juntamente com suas atuais políticas de investimento. O xeque Mohammed bin Faisal observou que o resort cobrirá uma área de cerca de 4 milhões de pés quadrados. A parceria com o governo cambojano para concluir o projeto será feita por meio de uma entidade nacional local. O Presidente do MBF Investment Group explicou que o Camboja é conhecido por suas práticas e resorts fitoterápicos, enquanto reitera que o projeto incentivará famílias a visitarem o Camboja e está entre as principais prioridades do grupo. Ele acrescentou que entre novembro e o final do ano, o grupo visitará o Camboja para avaliar o projeto e elaborar projetos apropriados. Je Augustin acrescentou que o Camboja é atualmente um dos centros de investimentos mais atraentes da Ásia, que tem uma história antiga e um ambiente natural atraente. Ele espera que o projeto desempenhe um papel vital na atração de visitantes, já que o Camboja tem uma história diversificada e é um dos principais locais históricos do sudeste asiático. (#Envolverde)

O post O MBF Group Holdings analisa as oportunidades de investimento no Camboja apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Continue Reading

O MBF Group Holdings analisa as oportunidades de investimento no Camboja

ABU DHABI, 08 de outubro de 2018 (WAM) – O MBF National Investment Group dos Emirados Árabes Unidos (EAU) discutiu com o Consulado Geral do Camboja várias oportunidades de investimento no Camboja, mais notavelmente uma joint venture para construir um resort de saúde na capital do Camboja, Phnom Penh. Espera-se que o resort ofereça vários serviços e instalações, como tratamento médico e paisagens para áreas verdes do Camboja. Sheikh Mohammed bin Faisal Al Qasimi, presidente do Grupo de Investimento MBF, e Kamal Je Augustin, cônsul cambojano, discutiram potenciais áreas de cooperação, formas de reforçar a sua parceria e oportunidades de investimento no Camboja, ao rever facilidades e vantagens oferecidas aos investidores do país, juntamente com suas atuais políticas de investimento. O xeque Mohammed bin Faisal observou que o resort cobrirá uma área de cerca de 4 milhões de pés quadrados. A parceria com o governo cambojano para concluir o projeto será feita por meio de uma entidade nacional local. O Presidente do MBF Investment Group explicou que o Camboja é conhecido por suas práticas e resorts fitoterápicos, enquanto reitera que o projeto incentivará famílias a visitarem o Camboja e está entre as principais prioridades do grupo. Ele acrescentou que entre novembro e o final do ano, o grupo visitará o Camboja para avaliar o projeto e elaborar projetos apropriados. Je Augustin acrescentou que o Camboja é atualmente um dos centros de investimentos mais atraentes da Ásia, que tem uma história antiga e um ambiente natural atraente. Ele espera que o projeto desempenhe um papel vital na atração de visitantes, já que o Camboja tem uma história diversificada e é um dos principais locais históricos do sudeste asiático. (#Envolverde)

O post O MBF Group Holdings analisa as oportunidades de investimento no Camboja apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Continue Reading

Primeira Agência Espacial Estrangeira abre em Abu Dhabi

ABU DHABI, 8 de outubro de 2018 (WAM) – A embaixada francesa nos Emirados Árabes Unidos (EAU) abriu ontem um escritório de representação da agência espacial francesa em Abu Dhabi (Centro Nacional de Estudos Espaciais, CNES) para ser o primeiro estrangeiro agência espacial abrindo um escritório de representação nos EAU. O anúncio foi feito por ocasião da visita de Jean-Yves Le Gall, presidente do CNES, aos Emirados Árabes Unidos, durante uma cerimônia na Residência de France em Abu Dhabi, na presença de Mohammed Al Ahbabi, diretor-geral da Agência Espacial dos Emirados Árabes Unidos. Falando na ocasião, Ludovic Pouille, embaixador da França nos Emirados Árabes Unidos, disse: “Estou muito feliz em receber na embaixada francesa em Abu Dhabi o escritório de representação do CNES para os Emirados Árabes Unidos. É um marco importante em nossa cooperação espacial e um sinal claro do novo status que os EAU conquistaram no cenário internacional espacial. Entre a França e os Emirados Árabes Unidos, eu costumava dizer que o céu é o limite. Agora eu posso dizer que o universo é o limite”. O Presidente do CNES, por sua vez, disse: “Para liderar esse esforço de inventar o futuro do espaço, precisamos trocar idéias e tentar ver as coisas de maneira diferente. É exatamente isso que a cooperação internacional e nossa parceria com os EAU estão promovendo no CNES. A parceria histórica entre a França e os Emirados Árabes Unidos está ficando mais forte e mais rica a cada dia. Não tenho dúvidas de que o espaço continuará contribuindo vigorosamente para a cooperação de nossos países”. O anúncio é resultado do aprofundamento dos laços entre a França e os Emirados Árabes Unidos no campo da exploração espacial. Em abril de 2015, apenas um ano após a criação da agência espacial dos EAU, a França foi o primeiro país estrangeiro a assinar um Memorando de Entendimento com a agência e, desde então, a cooperação espacial tornou-se um dos pilares do diálogo estratégico entre os dois países. A parceria permite que ambos os países troquem mutuamente competências e conduzam projetos comuns, com o objetivo de permitir que novas missões sejam desenvolvidas em conjunto. Também promove o surgimento de uma nova geração de especialistas em Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática e fomenta novas aplicações baseadas no espaço, apoiando o desenvolvimento econômico e uma sociedade mais sustentável. O último e mais importante projeto é a assinatura de um acordo por ocasião da visita de Edouard Philippe, primeiro-ministro da França, aos Emirados Árabes Unidos em fevereiro de 2018, para desenvolver em conjunto um satélite de observação da Terra para contribuir com a mudança climática. (#Envolverde)

O post Primeira Agência Espacial Estrangeira abre em Abu Dhabi apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Continue Reading

Primeira Agência Espacial Estrangeira abre em Abu Dhabi

ABU DHABI, 8 de outubro de 2018 (WAM) – A embaixada francesa nos Emirados Árabes Unidos (EAU) abriu ontem um escritório de representação da agência espacial francesa em Abu Dhabi (Centro Nacional de Estudos Espaciais, CNES) para ser o primeiro estrangeiro agência espacial abrindo um escritório de representação nos EAU. O anúncio foi feito por ocasião da visita de Jean-Yves Le Gall, presidente do CNES, aos Emirados Árabes Unidos, durante uma cerimônia na Residência de France em Abu Dhabi, na presença de Mohammed Al Ahbabi, diretor-geral da Agência Espacial dos Emirados Árabes Unidos. Falando na ocasião, Ludovic Pouille, embaixador da França nos Emirados Árabes Unidos, disse: “Estou muito feliz em receber na embaixada francesa em Abu Dhabi o escritório de representação do CNES para os Emirados Árabes Unidos. É um marco importante em nossa cooperação espacial e um sinal claro do novo status que os EAU conquistaram no cenário internacional espacial. Entre a França e os Emirados Árabes Unidos, eu costumava dizer que o céu é o limite. Agora eu posso dizer que o universo é o limite”. O Presidente do CNES, por sua vez, disse: “Para liderar esse esforço de inventar o futuro do espaço, precisamos trocar idéias e tentar ver as coisas de maneira diferente. É exatamente isso que a cooperação internacional e nossa parceria com os EAU estão promovendo no CNES. A parceria histórica entre a França e os Emirados Árabes Unidos está ficando mais forte e mais rica a cada dia. Não tenho dúvidas de que o espaço continuará contribuindo vigorosamente para a cooperação de nossos países”. O anúncio é resultado do aprofundamento dos laços entre a França e os Emirados Árabes Unidos no campo da exploração espacial. Em abril de 2015, apenas um ano após a criação da agência espacial dos EAU, a França foi o primeiro país estrangeiro a assinar um Memorando de Entendimento com a agência e, desde então, a cooperação espacial tornou-se um dos pilares do diálogo estratégico entre os dois países. A parceria permite que ambos os países troquem mutuamente competências e conduzam projetos comuns, com o objetivo de permitir que novas missões sejam desenvolvidas em conjunto. Também promove o surgimento de uma nova geração de especialistas em Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática e fomenta novas aplicações baseadas no espaço, apoiando o desenvolvimento econômico e uma sociedade mais sustentável. O último e mais importante projeto é a assinatura de um acordo por ocasião da visita de Edouard Philippe, primeiro-ministro da França, aos Emirados Árabes Unidos em fevereiro de 2018, para desenvolver em conjunto um satélite de observação da Terra para contribuir com a mudança climática. (#Envolverde)

O post Primeira Agência Espacial Estrangeira abre em Abu Dhabi apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Continue Reading

A Volvo terá 25% de plástico reciclável em seus veículos a partir de 2025

A Volvo Cars anunciou que, a partir de 2025, pelo menos 25% dos plásticos utilizados em todos os novos modelos serão de material reciclado. A marca sueca também pediu aos fornecedores da indústria automotiva que trabalhem mais de perto com os fabricantes de automóveis para desenvolver componentes da próxima geração que sejam tão sustentáveis quanto possível, especialmente no que diz respeito ao uso de mais plásticos reciclados. Para demonstrar a viabilidade desse compromisso, a empresa revelou uma versão especialmente construída do XC60 T8, seu utilitário esportivo híbrido plug-in, idêntico ao modelo existente, mas com vários de seus componentes plásticos substituídos por equivalentes de material reciclado. “A Volvo Cars está comprometida em minimizar sua operação ambiental global”, disse Håkan Samuelsson, presidente e CEO da Volvo Cars. “O cuidado com o meio ambiente é um dos valores centrais da Volvo e continuaremos a encontrar novas maneiras de incorporar isso ao nosso negócio. Esse carro e nossa ambição em relação ao uso de plásticos reciclados são exemplos desse compromisso”. O interior especial do XC60 tem um console de fibras renováveis e plásticos de redes de pesca e cordas marítimas descartadas. No piso, o carpete contém fibras feitas de garrafas PET e uma mistura de algodão reciclado de sobras de fabricantes de roupas. Os assentos também usam fibras PET de garrafas plásticas. Bancos de carros usados da Volvo foram usados para criar o material absorvente de som sob o capô do modelo. (#Envolverde)

O post A Volvo terá 25% de plástico reciclável em seus veículos a partir de 2025 apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Continue Reading

EUA aprova compra da Monsanto pela Bayer e formação gigante no setor

A Bayer, companhia multinacional alemã, obteve a aprovação condicional da Divisão Antitruste do Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ, sigla em inglês) para a aquisição da Monsanto. “O recebimento da aprovação do DOJ nos aproxima de nossa meta de criar uma empresa líder no setor agrícola”, disse o CEO da Bayer, Werner Baumann. “Queremos ajudar agricultores de todo o mundo a cultivar alimentos mais nutritivos de maneira mais sustentável”. A Bayer já obteve quase todas as aprovações que são necessárias para o fechamento da transação. A empresa espera receber as aprovações pendentes necessárias para a conclusão da operação muito em breve. A Bayer se tornará a única acionista da Monsanto Company após o recebimento das aprovações pendentes. De acordo com a aprovação condicional do DOJ, a integração da Monsanto com a Bayer pode ocorrer assim que os desinvestimentos para a BASF forem realizados. A expectativa é que isso aconteça em aproximadamente dois meses. (#Envolverde)

O post EUA aprova compra da Monsanto pela Bayer e formação gigante no setor apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Continue Reading

Empresas elétricas estão vulneráveis a ataques do cibercrime

“A maior parte das empresas elétricas mundiais está com suas estruturas pouco eficientes e vulneráveis a ataques do cibercrime e do ciberterrorismo, mesmo em países avançados, como é o caso dos EUA”. A afirmação é do especialista israelense em segurança cibernética de infraestruturas críticas, Amir Barnea. Ele diz que o próximo passo para a modernização das concessionárias é realizar a conversão de suas estruturas inteligentes, hoje alicerçadas no paradigma IT (de Tecnologia da Informação), para o paradigma OT (de tecnologia de operação, que integra a monitoração de eventos, processos e dispositivos num console único de observação e intervenção). Segundo Barnea, que é líder em tecnologias de infraestrutura crítica da fabricante de redes seguras RAD, nada menos que dois terços (67%) das concessionárias elétricas norte-americanas identificam o combate às vulnerabilidades como o principal vetor de seus investimentos em tecnologia. “Para sair dessa situação, as operadoras necessitam acelerar a migração de suas estruturas analógicas (padrão TDM) para tecnologias digitais (Carrier Ethernet e MPLS), que são uma precondição para que elas adotem estratégias eficientes de segurança cibernética”, afirma ele. A este propósito, Barnea enfatiza que 81% das elétricas reconhecem a defasagem tecnológica de suas redes e veem como prioridade a eliminação de sistemas obsoletos. Além de agravar a vulnerabilidade às ameaças, as estruturas analógicas não admitem, por exemplo, o uso de câmeras IP (essenciais para a supervisão física das instalações) e de sensores com capacidade de aquisição de dados de processo (IoT) a partir dos dispositivos operacionais, tanto para segurança quanto para performance”, continua Barnea. A pesquisa mencionada por Amir Barnea foi feita com as principais concessionárias de energia dos EUA a pedido da RAD pela Newton-Evans Research. Mas ela atesta, segundo o especialista, uma realidade global cujos efeitos ficaram evidentes em 2017 através da propagação dos malwares “Wannacry” e “Petya”, que paralisaram diversas plantas elétricas ao redor do mundo. Barnea acrescenta ainda que, entre as concessionárias norte-americanas, nada menos que 32% ainda planejam migrar suas antigas redes TDM (analógicas) para o padrão de comutação por pacotes na comunicação das centrais com as subestações geograficamente dispersas. Este é um movimento considerado crucial também para que as concessionárias possam se livrar da dependência de linhas digitais alugadas (de alto custo) e partir para a comunicação IP ao longo de toda a planta. (#Envolverde)

O post Empresas elétricas estão vulneráveis a ataques do cibercrime apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Continue Reading